Nós cinco

segunda-feira, 29 de novembro de 2010



Agora somos só nós cinco:
Eu e você
Você e eu
E essa tal felicidade!... <3

Quer me entender? Viva cada segundo!

domingo, 28 de novembro de 2010


Há certas horas, horas de angústia, talvez tristeza - lembro de um provérbio popular que diz: "-As nuvens podem encobrir o Sol, mas elas passam, e o Sol volta a brilhar!" gosto de ser meio que misterioso... Gosto de teatro, apesar de não ter ido muito neles, admiro a arte, a criatividade, a comunicação, os tons. Os sons...
Há uma música, de uma "grande" banda de Rock, dos anos 80, chamada LEGIÃO URBANA, que quando penso em um amigo, ou uma pessoa que eu esteja sentindo saudades naquele momento...METAL CONTRA AS NUVENS...
"E nossa história não estará, pelo avesso assim, sem final feliz. Teremos coisas bonitas pra contar. E até lá vamos viver, temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás, apenas começamos... Tudo começa agora, apenas começando. O mundo começa agora, apenas começamos."

(Metal Contra as Nuvens - Renato Russo)

Sua liberdade, meu presente.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Eu desejo que você seja livre.
Livre do passado, livre das desavenças, das mágoas, das tempestades. Livre do mal humor, do desencanto, da desigualdade, do supérfluo.
Eu desejo que a liberdade seja o seu maior mandamento e que você esteja disposto a se entregar ao vento quando ele embaralhar seus cabelos. Não permita que em nenhum momento, roubem a liberdade de ti, ela custa caro e eu paguei um valor muito alto por ela, então seja solidário consigo e comigo mesma.
Quero que você conheça outras pessoas, faça novas amizades, e explore lugares antes inimagináveis, a liberdade te permite isso, a liberdade que eu te dei. Não, não dê satisfações a mim. Pare! Você é livre, pode fazer o que quiser, quando quiser, sem precisar me dizer nada. O presente que lhe dei, não requer nada em troca. Não era a felicidade o que você queria? Lembro-me perfeitamente, você na minha frente, me dizendo que eu o sufocava, que meu amor por você era demais, e que isso lhe fazia um grande mal. Então? Agora você não tem mais que se preocupar, aquilo que faltava em sua vida foi preenchido e você ja pode viver feliz sem ter que me ligar três vezes ao dia, me dar satisfações de onde você estava, e com quem estava. Mais que fique claro uma coisa, tudo isso eu fiz não pra te aprisionar, mas pra mostrar a você o quanto é bom alguém se importar conosco, o que você raramente fazia comigo.
Então vá, porque hoje você é livre. Livre de mim.

Rainbow

quinta-feira, 25 de novembro de 2010


Amanhã o sol vem, a chuva passa e logo depois espere, pois o arco-íris vai surgir no céu colorido. Até mesmo a noite, que às vezes traz um pouco da escuridão, nos permite ver pequenos pingos brilhantes no céu: as estrelas, que iluminam a noite, clareando os pensamentos e iluminando a alma de esperança para um novo dia de sol.

Alívio e Dor

quarta-feira, 24 de novembro de 2010


Vi meu ser
todo partido...
Que alívio!
O espelho
estava quebrado...
Vi meu coração
todo estraçalhado...
Que pena!
O amor voou...

"Ainda existe amor pra recomeçar (?)"

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Não quero alguém que me ame. Mas preciso de alguém que esteja ao meu lado, que me tenha um grande carinho, que me cuide, que me visite, que me goste como sou. Estou sozinha e com medo de assim permanecer. Sobre o que sinto, já não sei. Não é carência, não é solidão. Tantas pessoas tenho ao meu redor, mas preciso de apenas uma. Alguém que me dê a mão, e diga que estará ao meu lado. Não preciso de palavras bonitas, mas sim de presença.


Como eu queria encontrar esse alguém...

Estou aprendendo aos poucos, a lamentar menos as perdas e chorar menos com as derrotas. Estou aprendendo a me acostumar com as chegadas e partidas que a vida esfrega na cara da gente. Se você ainda não se acostumou com as reviravoltas da vida, se prepare, pois infelizmente, essa é a triste e cruel realidade.

-Hoje, tudo está bem. Amanhã, eu já não sei.


Sai!

terça-feira, 16 de novembro de 2010


Sai da minha pele,

do meu coração,

da minha lembrança,

Sai!

Eu não quero mais,

Não posso mais.

Eu poderia dizer que não me importo,

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Poderia dizer que você foi só mais uma pessoa que está passando pela minha vida. Poderia dizer que não sinto sua falta. Poderia dizer que não me importo de ficar um dia sem te ver, sem te ver sorrir. Poderia dizer que não me importo de não contar os meus problemas diários, as minhas alegrias, segredos. Poderia dizer que tudo o que te falo, falo para todas as pessoas e que você não é tão importante para mim quanto pensa. Poderia dizer que quando você foi embora, não mudou nada em minha vida. Poderia dizer que não te considero um amigo, e que seus conselhos não me são válidos. Poderia dizer que se você dissesse que não iria mais falar comigo eu não ia ligar. Poderia dizer que nossas conversas não fizeram diferença, e que suas brincadeiras não me alegravam. Poderia dizer que tudo o que vivemos juntos não teve nenhuma importância, e que eu nunca te amei de verdade.


Mas, sinceramente, eu não quero, e nunca conseguiria fazer isso; eu nunca conseguiria mentir a tal ponto. Eu nunca conseguiria dizer que você não é importante, e que não faz diferença. O que eu diria é que você faz muita falta, e que você é muito mais importante do que pensa; mas foi você quem quis que fosse assim, foi você quem olhou nos meus olhos e disse que não sentia mais nada. Então, me deixe, me deixe ser feliz, por pelo menos um dia, uma noite. Porque dói pensar em você 24 horas por dia, e não te ter. Deixe eu seguir meu caminho, encontrar outro alguém que me faça feliz. É a única coisa que eu te peço. Ah, e não seja tão injusto comigo, não seja tão injusto com você mesmo.

'O texto é muito pessoal, só queria deixar um recado para uma pessoa, então, não o levem a sério. Rubia M.'




De novo.

sábado, 6 de novembro de 2010

Espero que o tempo passe
Espero que a semana acabe
Para que eu possa te ver de novo

Espero que o tempo voe
Para que você retorne
Pra que eu possa te abraçar
E te beijar
De novo.

Não entendo

quarta-feira, 3 de novembro de 2010


Um dia cheguei a imaginar tanta coisa. Sonhei com teus olhos, com tuas palavras, com teu beijo. Criei um vinculo, um vinco. Uma coisa inexplicável. Tudo tão intenso, puro, belo, doce. Um amor construído, percebido. Era uma falta não ter você, doía o corpo, a cabeça, o coração, doía, me doía. Mas quando minhas mãos tocavam as suas, o mundo era apenas aquele, meu, seu, nosso; só nosso. Sonhei tanto com nossas promessas, nossos planos, nosso futuro. Planejei tudo. Teu sentimento, tão grande, tão forte; o meu, tão infinito, tão bonito. Era irresistível resistir você, resistir a nós. E eu acreditei tanto, eu quis tanto, que doeu tanto, tanto quando você disse adeus. Quando desistiu. E eu não entendo como você se perdeu assim, não, eu ainda não entendo...

Tanto Faz


Tanto faz o que ninguém pôde enxergar.
Tampouco o desafeto tênue.
Tanto faz o amor não socorrido e sem pressas
As promessas do dia bem feito
colhidas e acolhidas pela alma sedenta.
Tanto faz o gênio forte ou os traços de loucura.
Tanto faz o tempo corrido
escorrido sem cessar
Tanto faz a morte de dois
Tanto faz as formas concretas.
As dores de arrependimento
Tanto faz o ardor
Tanto faz o calor
Os embates do amor.


'Eu vivo à espera de inspiração com uma avidez que não dá descanso. Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo, mesmo, mais que amor.'

Followers

Pages


'A maldição de pensar fez suas vítimas: em minha geração, vi muitos poetas se transformarem em críticos, teóricos, professores de literatura' Leminski



Minha foto
Rubia M.
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."
Visualizar meu perfil completo

Search box

Footer

About Me


'Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada...Porque no fundo a gente não está querendo alterar coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro...'

Tecnologia do Blogger.

About Me

Minha foto
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."