Não entendo

quarta-feira, 3 de novembro de 2010


Um dia cheguei a imaginar tanta coisa. Sonhei com teus olhos, com tuas palavras, com teu beijo. Criei um vinculo, um vinco. Uma coisa inexplicável. Tudo tão intenso, puro, belo, doce. Um amor construído, percebido. Era uma falta não ter você, doía o corpo, a cabeça, o coração, doía, me doía. Mas quando minhas mãos tocavam as suas, o mundo era apenas aquele, meu, seu, nosso; só nosso. Sonhei tanto com nossas promessas, nossos planos, nosso futuro. Planejei tudo. Teu sentimento, tão grande, tão forte; o meu, tão infinito, tão bonito. Era irresistível resistir você, resistir a nós. E eu acreditei tanto, eu quis tanto, que doeu tanto, tanto quando você disse adeus. Quando desistiu. E eu não entendo como você se perdeu assim, não, eu ainda não entendo...

0 reviews:

Postar um comentário


'Eu vivo à espera de inspiração com uma avidez que não dá descanso. Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo, mesmo, mais que amor.'

Followers

Pages


'A maldição de pensar fez suas vítimas: em minha geração, vi muitos poetas se transformarem em críticos, teóricos, professores de literatura' Leminski



Minha foto
Rubia M.
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."
Visualizar meu perfil completo

Search box

Footer

About Me


'Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada...Porque no fundo a gente não está querendo alterar coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro...'

Tecnologia do Blogger.

About Me

Minha foto
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."