Flashback

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


"Bem, eu não sei exatamente como começar. Eu poderia ir direto ao ponto e dizer logo por que estou aqui, mas não sou capaz de expressar tal sentimento em palavras, ou pelo menos qualquer coisa que você possa entender. Na verdade não sei nem porque estou fazendo isso, me parece um pouco inconsequente e precipitado, mas igualmente relaxante e necessário. Bem...Eu não sei o que aconteceu comigo na semana passada; talvez aquele drink tenha me deixado um pouco alterada e eu não pensei em meus atos, mas sinto que tudo o que eu disse foi realmente verdade. Você pode analisar de um ponto de vista diferente, talvez possa achar que eu esteja ficando louca, mas se realmente há um problema, esse problema sem dúvidas é comigo.
Olha, pode apagar, não precisa continuar, talvez eu só esteja fazendo isso porque está preso em mim, e ninguém melhor do que o próprio motivo para me libertar desse aperto. Pode ignorar, aliás, nem comece a tentar entender. Veja pelo lado bom...Agora tem motivos, talvez agora possa me odiar com razão. Sei que não cumpri minha promessa, eu sei, estou ciente que perdi toda a minha razão, mas pense bem...Se isso realmente tiver um lado bom...Mas veja, agora tem um motivo para rir de mim. Noite passada me perdi em pensamentos de novo, e acho que imagina onde todos eles foram parar, mas me serviu de algo: as horas passaram bem rapidamente enquanto um flashback passava pela minha mente.
A indiferença não me importa agora, o descaso também não, muito menos a ignorância e o rancor. Eu precisava fazer isso, percebo agora: eu estou ligando para dizer que ainda..."


Uma voz suave e calma disse pausadamente com um português invejável: "-Limite de tempo da caixa postal atingido, fim da ligação." Eu lamentei, mas talvez eu tivesse que parar exatamente aí, antes de me sentenciar ao novo começo.


0 reviews:

Postar um comentário


'Eu vivo à espera de inspiração com uma avidez que não dá descanso. Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo, mesmo, mais que amor.'

Followers

Pages


'A maldição de pensar fez suas vítimas: em minha geração, vi muitos poetas se transformarem em críticos, teóricos, professores de literatura' Leminski



Minha foto
Rubia M.
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."
Visualizar meu perfil completo

Search box

Footer

About Me


'Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada...Porque no fundo a gente não está querendo alterar coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro...'

Tecnologia do Blogger.

About Me

Minha foto
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."