Partir

domingo, 24 de outubro de 2010



O último contato
É sempe terrível...
Não há quem o esqueça.

O último olhar,
Diferente daquele
Com que fomos recebidos.

O brilho dos olhos,
Mas, da última gota
de lágrimas que esvanece

O último som que se recorda,
Não o jazz habitual dos dias de sábado,
Mas, o bater da porta.

Esgotam-se as palavras...
Sobraram apenas
Soluços, raiva e tristeza.

Para um amor, que se foi...

3 reviews:

Julia .-. disse...

nossa, muito lindo,Rubia. Parabéns! (:

Felipe disse...

Nossa que blog lindo!O fundo...o aquario..as palavras,escrever é um dom,só posso desejar que vc tenha muita sorte em seus dons,aproveite cada letra,pensamento,força,sentimentos.Bj Lipe

Rubia M. disse...

Ah lipe, você é um amor! =)

Postar um comentário


'Eu vivo à espera de inspiração com uma avidez que não dá descanso. Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo, mesmo, mais que amor.'

Followers

Pages


'A maldição de pensar fez suas vítimas: em minha geração, vi muitos poetas se transformarem em críticos, teóricos, professores de literatura' Leminski



Minha foto
Rubia M.
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."
Visualizar meu perfil completo

Search box

Footer

About Me


'Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada...Porque no fundo a gente não está querendo alterar coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro...'

Tecnologia do Blogger.

About Me

Minha foto
"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então. Receio que não possa me explicar, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma."